Archives For dança

.
p
erdi a conta (que na verdade não fiz ;)) ao número de bocas que tive o prazer de conhecer nos passados meses.
ainda me espanto como passaram a ser centenas, às vezes de uma só vez. qual não será o meu zunzum por, não tarda, a conta saltar para milhares..

yep, aos viajantes de bilhete na mão, ou tripulantes da mesma embarcação, espero ver-vos desfrutar dos comem-mimos no Boom Festival. encontra os mimos em forma de *raw pleasure*, carregadinhos perlins para manter o teu corpo nutrido e afinado: para irradiares ainda mais luz, para dançares sem fim, para amares com mais poder.
espero encontrar a tua Beleza por perto! 

e ala para mais um salto. que as benção me acompanhem, que os nervos esses já andam miudinhos..

13719737_10154226656253260_6376003583848977030_o

 

no corpo

Setembro 22, 2014 — Deixe um comentário

olhando para o caminho que vou percorrendo, nem sempre lhe encontro nexo.
sei que ele anda por aqui, e por mais vontade de descansar na confiança desta existência, muitas vezes a incapacidade de o reconhecer leva-me ao desalento.
a sentir-me perdida, desorientada, sozinha.

é bom saber que parar faz parte do caminho, é bom também ter ferramentas que nos ajudem a reconhecer a riqueza destes ciclos: parar, fluir, construir, destruir, renascer, acreditar.

sei que não sou só eu que tenho passado por fortes momentos de descrença, em mim e no ser humano em geral. de questionar propósitos pessoais, relacionais, existenciais. sou mestre a enrolar-me nas minhas próprias novelas, recambolescos filmes que passam na minha cabeça.
felizmente, algures no meio deste processo de crescimento, rendi-me ao processo de escutar o corpo. de ir aprendendo a abrandar a insana narrativa e confiar na realidade. recordar que o pensamento é virtual, toda a existência material é concreta: pernas, mãos, barriga, acção, quietude, dor, prazer, ritmo, pulsar, …

partilho umas fotos ( também editadas em ‘versão tablete’ ) de uma das minhas práticas favoritas para esta reconexão ao corpo, ao sentir, ao real. uma prática que me liga ao meu centro, e daí ao que sinto ser o Centro. que me liga à unidade, a confiança, à alegria de estar viva e na Vida. que me ensina a render-me, a entregar-me na presença, no sentir. cada vez um pedacinho mais.
recordo com um largo sorriso um raio de iluminação que me invadiu todas as células, num sentir extático, no pico de uma dança: * uau, que simples! eu sou perfeita a ser eu mesma! * e, ao escutar esta tradução corpo-palavras, a cabeça apressou-se a responder-me: * merda, mas eu não sei quem sou.. e para ampliar o desafio estou em constante mudança.*
e está tudo bem não saber, e confiar e avançar. Usar as sensações como referência, explorar as emoções. é um treino, um campo seguro para experimentar, para me entregar ao sentir por completo. e a escutar, a criar espaço para receber inspiração.
isto é parte do que esta prática é para mim: agora. o que será que a ti te poderá trazer?

abaixo um texto sobre a prática de dança que me apaixona: 5 Ritmos (www.5rhythms.com).
por aqui por Portugal a prática é bi-semanal, em Lisboa e Sintra. mais info aqui: 5 Ritmos de Mudança.

( agradeço à Mariona querer ser fotografada e, assim, rever-se a beleza que emana quando baila. )

IMG_1659 IMG_1657 IMG_1656

IMG_1628IMG_1651

IMG_1632IMG_1653 IMG_1652

IMG_1658

Dançar os 5Ritmos é uma prática dinâmica que concilia, na mesma respiração, o trabalho físico e meditativo. Os Ritmos ensinam-nos que a vida é energia em movimento, permitindo que nos libertemos de ideias estagnadas sobre pessoas, lugares, objectos ou conceitos.

Diz-se que uma fotografia diz mais que mil palavras. Uma dança profunda comunica mais que um milhão. Ao dançar os 5 Ritmos descobres uma linguagem de movimento livre, enraizada em renovadas e inesperadas formas de te moveres: um vocabulário visceral e altamente pessoal.

Ao dançar os 5 Ritmos podes reconectar-te a percepções e memórias; formas e gestos; sintonizar-te com o instinto e intuição. Trazem até ti sugestões de como expressares criativamente agressividade e vulnerabilidade, emoções e ansiedades, limites e efusões. Reconectam-nos aos ciclos de nascimento, morte e renovação, ao espírito de todas as coisas viventes. Trazem-nos de volta à sabedoria dos nossos corpos, despertando o poder curativo do movimento.

Ao dançar os 5 Ritmos o corpo torna-se o nosso caminho espiritual.
http://www.5rhythms.com

 

Ao dançar os 5 Ritmos o corpo torna-se o nosso caminho espiritual.

top top comme-01-01* as nossas vidas alimentam a nossa arte tornando-a real e autêntica, e a nossa arte abre e espelha-nos imagens sobre quem temos sido, quem somos , e quem poderemos nos vir a tornar. à medida que encontramos integridade na maneira como damos forma aos nossos corpos, movimentos, imagens e sentimentos através da arte, com tempo e prática tornamos-nos mais capazes de criar relações mais criativas, connosco e com os outros * Daria Halprin

 

* our lives feed our art by making it real and authentic, and our art opens and reflects back to us images of who we have been, who we are, and who we might become. as we find integrity in the ways we shape our bodies, movements, images, and feeling through art, with time and practice we are able to shape more creative relationships with ourselves and others. * Daria Halprin

o pulsar visceral pelo movimento e a tremenda riqueza que reconheço na informação que me oferece, faz-me seguir apaixonada pelo mapa que os 5 Ritmos oferecem, ter tido a oportunidade de mergulhar intensivamente na prática, e querer continuar a espremer toda a sabedoria que a Gabrielle Roth nos deixou, em tão diversos registos.

cada momento em que tenho oportunidade de mergulhar nesta sabedoria, com o corpo ou com a mente, encontro inúmeras inspiraçãos para o meu dia-a-dia. deixo aqui uma tradução livre de um texto em que a Gabrielle apresenta sucintamente a raiz do que ao mundo ofereceu, e algumas fotos aleatórias das alegorias que criámos durante as práticas deste ano lectivo. cada um dos presentes em cada sessão sabe o quão mágicas e inspiradoras são estas criações – quem sabe vos contagiamos com a nossa vibração apaixonada.

A minha arte é a de inspirar pessoas a transformarem-se de dentro para fora, transformarem o seu sofrimento em arte, a sua arte em consciência, e a sua consciência em acção.

O movimento é o meu medicamento, a minha meditação, a minha metáfora e o meu método – uma linguagem viva na qual podemos confiar para que nos diga a verdade sobre quem somos, o que somos, com quem estamos, e para onde nos dirigimos.

E assim criei um caminho de dança sem fronteiras, sem limites, sem passos, sem princípios, sem fim … um centro em movimento.
(…)
Acredito no poder do movimento, na sabedoria da lei da gravidade, no vazio do verdadeiro amor.

No facto de que não há libertação que não inclua o corpo, na inexistência de uma ascensão que não aquela a que acederemos todos juntos, nenhuma maneira de nos desarmarmos que não seguindo um ritmo, nenhum modo de conhecermos a nossa profundidade se não abraçando a escuridão.

E na mais escura sombra da mais brilhante luz, está a dança que nos move a todos.

as sessões neste momento estão em modo pausa, e o pulsar pela sua nova expressão é forte. se ainda não experimentaram e querem saber mais sobre os eventos e retomar das sessões, enviem PF um email para 5rhythmsportugal@gmail.com, ou directamente para mim que farei cuidado em vos encaminhar toda a informação.

que a vossa intenção de se juntarem à prática seja também mais um contributo para a enraizarmos por cá.