Archives For info

testemunho ♡

Outubro 1, 2013 — 10 comentários

DSC_6291-imp

na semana passada, nas caixas de entradas de mensagens recebidas, encontrei vários motivos para sorrir de orgulho – emoção com a qual não me sinto lá muito à vontade. embalada, para além de me desafiar a sentir orgulhosa, dupliquei a dose e dispus-me a partilha-lo!
saindo ainda mais da zona segura, arriscar até achar que me estou a promover…
ora cá vai:

há uns anos atrás tive oportunidade de dar assistência a um fotógrafo que acabara de conhecer. foi um trabalho pontual que, para a minha curva de aprendizagem, vi como uma oportunidade de alargar o meu léxico – fomos fotografar empresários engravatados na rigidez do ”encolhe a barriga, estica o peito, levanta o queixo, inspira, sorri”.
o G. regressou pouco depois à sua terra natal, do outro lado do globo, seguindo a sua carreira e percurso longe de um circuito que nos voltasse a juntar.

na semana passada, o G. contactou-me na vontade de voltar a ver as minhas fotos e eis que me ofereceu estes sorrisos (traduzidos):

* que linda sensação transmitem as tuas fotos e teu trabalho (que é múltiplo) faz tempo que não me sentia tão inspirado e dá-me uma nova motivação para continuar na fotografia – com uma nova óptica… 

* todas as referências que o meu editor me enviou para fazer este novo livro, a que mais gosto, a que mais inspira, a mais chega a meu coração e a que mais acho chegará ao publico alvo.. é o que vi hoje de teu trabalho.. é puro, belo e verdadeiro… tens uma sensibilidade maravilhosa… fez-me sentir saudades dos tempos quando quis ser fotografo :) 

* sinto pena não ter tido mais tempo para partilhar estas experiências da vida e da fotografia contigo… Até  me senti estúpido de te ter convidado para me ajudar aquela vez naquele trabalho, quando sinto que seria teu assistente feliz!

* vi o teu blog, site, e links  e tudo vem do coração… sinto algo novo em mim por te ter contactado e ter visto e sentido através do que escreves, desenhas e fazes….. estou grato, estou feliz e és uma pessoa maravilhosa que me orgulho de conhecer.

* acabo de mostrar o teu trabalho ao editor da revista Wain e parabéns! ele concorda que são fantásticas referências! 

 

e pronto, desculpem lá o ”lamber as minhas botas”.
junto isto aos feedbacks que tenho recebido dos novos livros, das sessões que vou entregando, das partilhas motivadoras que vou tendo e …. sorrio.

é verdade:  eu ponto o coração no que faço e acontece-me com frequência, ainda hoje assim foi, estar a ‘revelar’ fotos de lágrimas nos olhos – emocionada pelo que o momento me faz sentir, e devotada ao laço de relação de amor com que cuido do pedaço de confiança, relação e revelação que cada foto me oferece.

na dança das emoções que a vida nos oferece, reflectindo sobre como os caminhos nos levam de sintonia em sintonia, tenho-me sentido cada vez mais privilegiada por reconhecer, autorizar e expressar prazer naquilo que faço.

e gosto de dizer que gosto do que gosto…
e reconheço que gosto de ouvir o que sentem sobre o meu trabalho: motiva-me para continuar, para melhorar, para arrebitar, para fundamentar, para divulgar, para contagiar, …

de alguma maneira, parece-me que reina um pudor em assumir o que sentimos.
como se isso nos enfraquecesse, ou como se o sermos insignificantes ao que nos rodeia nos fizesse superiores.
como se nos mantermos distantes nos mantivesse seguros… será?

retomo o início do que escrevia e agradeço o crescente processo de me autorizar a sentir, e a expressar o que sinto.
até o orgulho, quem diria….

será que vos contagio? commemorem e commemorem-se.
a mim sabe-me bem ver-me-nos a sorrir : ) 

 

(^ bem-hajas querido Rui pela fotografia ao sorriso ^)

copy-novos-cabecas-13.png

click people-01

nascida e crescida em família brasucotransmontana que nos anos do meu nascimento se rendeu à magia de Sintra, creio que só agora esgoto o número de dedos do meu corpo para contar o número de vezes que rumei em direção ao veraneante sul!
mais uma vez confirmo que adoro a nossa costa alentejana, vicentina, semi-algarvia, e guardo com especial carinho mais alguns recantos descobertos no nosso pequenito país – temperados com um calor mais seco e águas menos onduladas.

ficam algumas fotografias que, agradecida, adiciono aos álbuns das minhas memórias.
a cerimonial Praia da Ponta Ruiva – Sagres.

na Quinta do Vale da Lama, onde o despertutor foi convidado a partilhar a sua sabedoria em gestão de projectos, dragon-dreaming e transição interior.
estivemos por lá em dias de tremendo calor e uma vaga de mosquitos. cada fotografia, em linguagem de câmbio mosquitense, equivale a uma média de duas novas mordidas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

a bem encoberta Praia da Murração, a deliciosa Praia dos Barrancos, e um regresso via Tróia-mata-saudades-de-família-que-emigra.

remate final com lânguidas e prolongadas demolhas na Barragem de Póvoa e Meadas, embalados pelas danças do Andanças.

DSC_5244*19082013-impScreen Shot 2013-08-30 at 2.54.43 PM-imp

amanhã, reinicia-se a época das mágicas sessões.
bom fim-de-semana, bom regresso de férias, boas memórias, boas commemorações : )

~

contemplar a galeria de fotos dos últimos meses é simultaneamente inspirador e desafiante.
onde encontro o fio condutor entre a panóplia de temas que abraço?

recordo partilhas em que encontro generosas respostas:
~> que reconhecem o meu olhar, presença e visão do mundo em todas as sessões que partilho;
~> que ficam emocionadas ao ver as suas fotos, e encontrar novos pontos de vista sobre elas mesmas;
~> que os momentos que passamos juntos, em que são protagonistas e especiais convidadas de momentos em que se celebram, acrescentam-lhes uma visão mais confiante de si mesmas;
~> que é bom recordar que merecem atenção;
~> que a inspiração de encontrar novos locais, descobrir novos pontos de vista sobre locais conhecidos, os faz sintonizar com a magia que anda por toda a parte;
~> …

claro que fico cheia de um sorriso e com vontade de seguir acreditando nos meus sonhos de usar estas lentes com propósitos mais e mais inspiradores. é bom inspirar os outros e, confesso, é ainda mais saboroso confiar e entregar-me à possibilidade de me inspirar a mim mesma.
bem-hajam :)
antes de seguir para outras paragens, finalizando entregas de trabalhos e pedidos de orçamentos, repesco algumas sessões para vos deixar por aqui.

top-01

momentos de celebração em círculos mágicos, sublinham-me o desafio de estar presente e usar as lentes numa distância o mais generosa possível.
têm sido muitos os círculos, femininos e mistos, inspiradores e desafiantes. neste escolhemos honrar – com dança, música e poemas – a casa Terra, esta nave cósmica que onde viajamos.

.


e
ste outro círculo que tenho tido o privilégio de acompanhar é o do grupo de alunos que tem percorrido o caminho da primeira edição do curso de transição interior. estas fotos são da sessão de movimento que para eles preparei, e de um passeio informal que desfrutamos na serra de Sintra.
na sessão de movimento fomos re~descobrindo *como o nosso corpo nos serve e nos inspira, em cada escolha a que nos conduz por capacitação ou limitação; *como as células armazenam memórias, e *como criativamente as podemos comunicar (em formas, palavras, expressões e/ou movimentos) transmutando-as – em água transpirada, em água lagrimejada de choro e riso. vale tudo : ) [ no futuro divulgarei também as sessões que posso oferecer, a grupos que desejem desfrutar destas visões/ emoções/ descobertas ]
.

.

os alunos têm partilhado como sentem que a corajosa escolha de se conhecerem em profundidade os permite alcançar uma maior liberdade, uma maior autonomia e capacidade de abraçar a vida. se quiserem saber mais sobre o curso, visitem o site do despertutor. está a ser preparado o calendário para a próxima turma, e um muito pedido nível de aprofundamento, aka nível dois.

IMG_0010

top-02

fotos de algumas sessões familiares, talvez mais convencionais, em que crianças e adultos desfrutam de passeios em família.
é bem curioso o trabalho de coordenar as expectativas dos pais, os desejos e necessidades dos filhos, os sorrisos desencontrados, as fomes inesperadas.
.

.

a escolha das fotografias a divulgar por vezes requere bastante sensibilidade e algumas das sessões nunca chegam ao blog, já que alguns dos modelos preferem não ser identificados na sua exposição e, algumas das sessões que faço são extremamente íntimas. na minha opinião o grau de intimidade amplia a beleza de cada uma das fotos, e seja talvez nesta relação que as maiores revelações acontecem.
em todo o caso, cada sessão dá-me este privilégio de poder celebrar a imprevisibilidade da vida: sessões em casa, com nódoas e pijamas, são as minhas favoritas.

.

e seguindo o tema da família, o verão e regresso de familiares emigrantes pede-me que nos juntemos e celebremos o potencial de estarmos juntos.
de nos inspiramos com o que recebemos dos nossos passados, criando e reforçando laços. gostava mesmo de poder viajar sem combustível, de forma rápida, para num instante ir ali e abraçar braços que tanta saudade sinto…

Screen Shot 2013-07-30 at 4.40.26 PM copy-impDSC_4281*16072013-impScreen Shot 2013-07-30 at 4.41.08 PM-imp

.

verdade que família não é só de sangue, mas também acho inspirador a ”com incidência” da escolha de nascermos neste e não em outro berço, com esta e não outra história partilhada. às vezes mais próxima e colaborativa, outras vezes pedindo distância e tempo. estou a recolher fotos antigas, quero manter vivas histórias que – louvando o imaginário e sonho que alimentaram na minha infância – possam inspirar e informar o meu caminho de descoberta com a descendência crescente. recuperar fotos antigas requere muita paciência e provoca muitos sorrisos!

top-02-03

.
termino com algumas fotos de uma aldeia dita cheia de vida, e que neste dia de passeio aparentava estar às moscas. não tarda muito lá estarei novamente, em braços amigos, prontinha a descobrir a famosa movida de uma terra pequena e especial: Barão de São João.
.

.

o sul promete nos acolher com pompa e circunstância : )
espero vir com suficientes fotos para partilhas que inspirem, e se chegaram até ao final desta lenga-lenga, andarem pelo sul nas próximas semanas, e sentirem em vós o anseio de receber uma massagem fotográfica, tentem-me com um e-mail.

quem sabe nos podemos deleitar assim, em mútua inspiração.

.

UM ALMOÇO, folheado

Junho 19, 2013 — 5 comentários

primeira fornada de um compêndio, versão colecção degustável…

UM ALMOÇO:
8 receitas simples, com o potencial de expansão à criatividade, temperadas com sugestões de como as enriquecer ou variar.
tal como foi o meu percurso, começando do básico de modo a permitir-me dar asas a explorações mais aventurosas.

sopa de miso * broa de milho & shitake * quinoa * brócolos ao vapor * feijão frade *
* abóbora hokkaido no forno * salada rica * pudim de chocolate & chia *

 

* A C T U A L I Z A Ç Ã O *
os exemplares que não haviam sido pré-encomendados esgotaram à velocidade da luz! : )
e, à velocidade do vento novos exemplares já estão disponíveis.

mais informações sobre como encomendar e novas edições, aqui: commemorando de boca cheia :D

DSC_3599*19062013-impDSC_3636*19062013-imp

a way of feeling

Fevereiro 25, 2013 — Deixe um comentário


compendium_8-580x580

em obras

Dezembro 29, 2012 — Deixe um comentário

este blog está em processo de redesenho.
agradecemos paciência na navegação pelos menus e artigos.
até já : )

DSC_6358*27032012 (4)

enquanto trabalho com as capturas de uma recente e movida fornada, estimulada por um evento em parceria quase a ganhar luz, o commemorare ganha visibilidade no facebook.
se esta página ainda me oferece mistérios face à melhor apresentação das fotografias e promoção das possibilidades, pergunto-me se com este novo enlace ao facebook aprenderei rentabilizar melhor os potenciais destes canais…

saltem daqui até à nova página e espreitem o primeiro album. gostam?

.
.

momentos especiais

Fevereiro 20, 2012

já tem os motivos para celebrar, os preparativos no encalce.
já avisou os convidados, e os confettis já estão identificados para um evento à altura.
serão certamente momentos únicos, irrepetíveis.
celebre-os vezes sem conta, comemorando a sua feliz existência em partilhas intemporais:

os momentos são únicos, irrepetíveis. não há produção em massa que os possa estandardizar. são seus, dos seus, com os seus.
artesanato. edição exclusiva. limitada.

[ o   v a l o r   d e   u m a   r e c o r d a ç ã o ]
uma fotografia tem o encanto de nos fazer reviver emoções.
traz-nos ao presente outro presente – uma oportunidade de relembrar detalhes, de nos embebermos de uma memória para a construção actualizada de desejos e sonhos.

[ a   i m p o r t â n c i a   d e   c e l e b r a r ]
o acto de celebrar, associado à ideia de honrarmos a existência de algo/alguém na nossa vida, oferece-nos a potencialidade de usarmos estes momentos como bolhas de reconhecimento de sonhos realizados, e estímulos para a identificação de novas metas.
partilhando as nossas alegrias, agradecendo e valorizando o que temos, sonhamos mais sólidos mais longe mais inspirados.

[ c e l e b r a r   c o m e m o r a n d o ]
a expressão ‘comemorar’ deriva do Latin, reunindo conceitos de comunidade/conjunto [com] e memória [memor]
trazer à memória momentos conjuntos
trazer em conjunto momentos à memória
celebrar a memória de momentos conjuntos
celebrar em conjuntos momentos na memória

[ u s o   d a   m e m ó r i a ]
a memória é estimulada pelo uso dos sentidos. e pelo sentido que atribuímos às memórias que recordamos, permitimos-nos desfrutar de novas maneiras as experiências já vividas. ampliamos-as, expandimos o seu potencial criativo : )

.

(: quando?

Fevereiro 20, 2012

já tem os motivos para celebrar, os preparativos no encalce.
já avisou os convidados, e os confettis já estão identificados para um evento à altura.
serão certamente momentos únicos, irrepetíveis.
celebre-os vezes sem conta, comemorando a sua feliz existência em partilhas intemporais:

os momentos são únicos, irrepetíveis. não há produção em massa que os possa estandardizar. são seus, dos seus, com os seus.
artesanato. edição exclusiva. limitada.

[ o   v a l o r   d e   u m a   r e c o r d a ç ã o ]
uma fotografia tem o encanto de nos fazer reviver emoções.
traz-nos ao presente outro presente – uma oportunidade de relembrar detalhes, de nos embebermos de uma memória para a construção actualizada de desejos e sonhos.

[ a   i m p o r t â n c i a   d e   c e l e b r a r ]
o acto de celebrar, associado à ideia de honrarmos a existência de algo/alguém na nossa vida, oferece-nos a potencialidade de usarmos estes momentos como bolhas de reconhecimento de sonhos realizados, e estímulos para a identificação de novas metas.
partilhando as nossas alegrias, agradecendo e valorizando o que temos, sonhamos mais sólidos mais longe mais inspirados.

[ c e l e b r a r   c o m e m o r a n d o ]
a expressão ‘comemorar’ deriva do Latin, reunindo conceitos de comunidade/conjunto [com] e memória [memor]
trazer à memória momentos conjuntos
trazer em conjunto momentos à memória
celebrar a memória de momentos conjuntos
celebrar em conjuntos momentos na memória

[ u s o   d a   m e m ó r i a ]
a
memória é estimulada pelo uso dos sentidos. e pelo sentido que atribuímos às memórias que recordamos, permitimos-nos desfrutar de novas maneiras as experiências já vividas. ampliamo-las, expandimos o seu potencial criativo : )

.

[ o*] aloha!

Fevereiro 15, 2012 — Deixe um comentário

oamigos,

serve este blog como veículo para comunicar a minha disponibilidade para vos fotografar. a solo, a duo, trio, multi…

criem os vossos momentos, peçam ajuda se assim o entenderem, e contem comigo para os guardarmos para a posteridade.

com carinho, is abel

sorriso congelado pelo inspirado inspirador joca faria